pinnacle

Home > Banda de rock dissidente russa chega a Israel depois de ser libertada na Tailândia
Banda de rock dissidente russa chega a Israel depois de ser libertada na Tailândia
Time:2020-04-13
Views:348

pinnacle

  
LIVE      

Banda de rock dissidente russa chega a Israel depois de ser libertada na Tailândia

pinnacle

Banda de rock dissidente russa chega a Israel depois de ser libertada na Tailândia

A banda, que se exilou devido à oposição a Moscovo, na sequência da guerra na Ucrânia, referiu na sua conta no Facebook que vai partilhar mais detalhes nos próximos dias.

Sete pessoas ligadas à banda, incluindo os atuais seis membros, foram detidas pela polícia tailandesa a 24 de janeiro na ilha de Phuket, no leste do país, por alegadamente atuarem sem as autorizações necessárias e entrarem no país sem o visto adequado, de acordo com a agência de notícias EFE.

De acordo com os Bi-2, que atuaram recentemente na cidade de Pattaya, o erro na documentação foi cometido pela organização do evento. Em 2023, o grupo tinha atuado duas vezes na Tailândia sem qualquer problema.

O organizador do evento, VPI, admitiu, na terça-feira, ter "emitido incorretamente vistos de turista para os membros da banda, o que causou uma violação da lei de imigração da Tailândia". Disse, além disso, que tem recebido desde dezembro "pressões do consulado russo" na Tailândia para cancelar os concertos.

O vocalista e líder do Bi-2, Igor Bortnik, foi deportado na quarta-feira para Israel, enquanto os restantes membros partiram um dia depois para o mesmo destino.

As organizações de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) e Amnistia Internacional, bem como a líder da oposição bielorrussa no exílio, Sviatlana Tsikhanouskaya, apelaram às autoridades tailandesas para que não deportassem os músicos para a Rússia, alegando que poderiam ser perseguidos.

Em maio de 2023, o Ministério da Justiça russo designou Bortnik como "agente estrangeiro" por "se opor à 'operação militar especial' na Ucrânia, [e] fazer declarações negativas sobre a Rússia, os seus cidadãos e autoridades", notou a HRW.

Os Bi-2, formados em 1988 na cidade bielorrussa de Babruysk e com bastante sucesso na Rússia, são atualmente compostos por seis membros, a maioria dos quais partilha a nacionalidade russa com a de outro país.

Biblioteca de Gouveia promove curso de escrita com Gonçalo M. Tavares

Numa nota enviada à agência Lusa, a Câmara Municipal de Gouveia, no distrito da Guarda, salienta que a iniciativa é direcionada “para o público jovem e adulto que tenha interesse na escrita e na aplicação de conceitos em redor da linguagem e da imaginação, do erro e da criatividade, do pensamento crítico e da identidade”.

“Como pensar a linguagem e a literatura” e “como se poderá imaginar narrativas a partir de algumas ideias da literatura e da filosofia” serão algumas das ideias que irão dar mote ao curso.

A iniciativa, que decorre entre as 14h00 e as 17h00, é de participação gratuita, mas carece de inscrição obrigatória.

A autarquia de Gouveia destaca que Gonçalo M. Tavares publicou livros em diferentes géneros literários, está a ser traduzido em diversos países e já recebeu vários prémios em Portugal e no estrangeiro.

Foi distinguido com o Grande Prémio de Romance e Novela APE 2011, o Prix du Meuilleur Livre Étranger 2010 (França) e o romance “Jerusalém” foi incluído na edição europeia de “1001 livros para ler antes de morrer – um guia cronológico dos mais importantes romances de todos os tempos”. Foi ainda várias vezes finalista do Prix Médicis e Prix Femina e em 2018 recebeu o Prémio Vergílio Ferreira atribuído pela Universidade de Évora.

A Câmara Municipal refere que os interessados em participar no curso podem inscrever-se acedendo ao ‘link’ disponível da página do município de Gouveia.

+Escolha sua comunicação de notícias favorita. Clique aqui!

Banda de rock dissidente russa chega a Israel depois de ser libertada na Tailândia

Previous:Do Professor a Berlim: lembra-se do elenco de "La Casa de Papel"?
Next:Wanessa especula dinâmica da formação de Paredão deste domingo e cogita alvo em sisters: 'Mudo o meu voto'
related articles
pinnacle Mapa do site

1234